terça-feira, 29 de setembro de 2015

Carlos Grana decreta luto oficial pela morte de Acylino Bellisomi

Por Vitor Lima

O prefeito de Santo André, Carlos Grana, decretou luto oficial de três dias pela morte do professor e ex-vereador Acylino Bellisomi, ocorrida ontem (28). Belissomi exerceu dois mandatos na Câmara Municipal de Santo André durante a década de 60 – em um deles, o professor se viu obrigado a renunciar devido ao golpe militar de 1964. O enterro ocorreu no Cemitério da Vila Assunção.

O ex-vereador também teve atuação de destaque na área da cultura, ocupando o cargo de secretário de Cultura, Esporte e Lazer durante os governos de Celso Daniel e João Avamileno e continuava atuando na área da Educação, sendo proprietário da escola Gradual.

Belissomi tinha 85 anos e estava articulando a criação da Fundação Philia. Segundo o amigo Gilberto Tadeu de Lima, a proposta da Fundação era levar leitura aos presidiários da região.  “O professor havia me chamado para fazer parte da diretoria e o estatuto já estava inclusive registrado em cartório. Tivemos reuniões recentes e ele estava em busca de patrocinadores para viabilizar a doação de livros”.

Lima afirma que o objetivo da iniciativa era “levar cultura e educação aos presos, facilitando o processo de ressocialização após o período de reclusão”.  Além disso, a figura de Bellisomi tinha grande importância na cidade.  “Com certeza o falecimento do professor representa uma perda significativa para o setor de cultura da região”.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Luciana Mello contagia o público do Giramundo em São Bernardo

Por Vivian Silva

A cantora Luciana Mello foi a atração principal do aniversário de 15 anos do Giramundo Restô & Music Bar, em São Bernardo do Campo, nesta última quinta-feira (24). Com o show LM em Músicas, a artista contagiou o público com o seu carisma e animação. A abertura da noite ficou por conta do cantor Khaddu Marcos. 

Na ocasião, Luciana apresentou músicas que marcaram sua trajetória como “Assim Que Se Faz” e “Prazer e Luz”, sem deixar de lado canções de outros artistas como, por exemplo, "Zé do Caroço" (Leci Brandão) e “Mas que nada” (Jorge Ben Jor). 

“Sempre que a gente vem tocar aqui é uma grande alegria, o público é sempre muito presente, uma energia muito boa”, comentou a artista, após o show. E como diz um trecho de uma das músicas de Luciana “hoje eu só quero que o dia termine bem”, assim, terminou o aniversário do Giramundo.

video

Financiamento coletivo
Nos últimos meses, Luciana aderiu ao financiamento coletivo para lançar um novo álbum, em comemoração aos 30 anos de carreira.  Apesar de conseguir arrecadar apenas 20% do valor estimado (cerca de R$ 20 mil), a cantora é entusiasta do projeto. “Eu fiz o projeto, a gente não bateu essa meta, desta vez, mas é muito bacana. Na verdade, o financiamento coletivo é uma novidade no Brasil, as pessoas ainda tem que abrir um pouco a cabeça, porque é um projeto muito legal, agradeço imensamente a todas as pessoas que participaram e faria de novo”, revela.

Palestra gratuita sobre câncer de mama ocorre na Vila Metalúrgica

Por Vivian Silva
 
O 2º Subdistrito andreense sedia uma palestra gratuita sobre câncer de mama em 2 de outubro, a partir das 19h30. Na ocasião, o tema será abordado pela farmacêutica e mestre em oncologia, Carolina Martinez Bonaldi. 

“Eu vou explicar um pouco o que é o câncer de mama, vou falar sobre prevenção e o que a mulher deve ficar atenta”, resume Carolina.  A especialista ressalta ainda que no próximo mês começa o Outubro Rosa, mobilização que tem como objetivo conscientizar às mulheres sobre a prevenção da doença. 

O evento – organizado por Irineu Moretti – será na Avenida Utinga, 71, na Vila Metalúrgica, em Santo André. 

Obs.: Matéria publicada originalmente no jornal Ponto Final, edição 868.

Faculdade recebe dinheiro do governo indevidamente e prejudica estudante

Uniesp recebeu, indevidamente, recursos do Fies por cerca de seis meses 

Por Vivian Silva com colaboração de Vitor Lima

A jovem Itala Damares Neves Abreu venceu processo, em primeira instância, contra o Grupo Educacional Uniesp, por danos morais e materiais. A Uniesp recebeu, indevidamente, recursos provenientes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), por cerca de seis meses, sem que Itala estudasse na instituição. 
Uniesp foi condenada a pagar R$ 6 mil  | Foto: Reprodução
O caso ocorreu em 2013, quando Itala procurou a Uniesp, unidade Santo André, com o intuito de cursar Logística, porém foi informada que o curso se iniciaria apenas no segundo semestre. Assim, para garantir a vaga efetuou a matrícula em março, na unidade Santo André. Mas ao retornar na data estabelecida pela Uniesp, soube que não havia formado turma, ou seja, não havia alunos suficientes para o curso, então, a jovem cancelou a matrícula em agosto de 2013, sem nunca estudar na instituição. 

Itala foi vítima do descaso e teve seu nome negativado | Foto: Hugo Silva
Itala pretendia estudar por meio do Fies, pois não tinha como arcar com os valores das mensalidades. Mas ao tentar cancelar o financiamento, foi vítima do descaso e teve seu nome negativado.

“Eu fiz minha matrícula em março, para estudar em agosto, e eles (Uniesp) fizeram um trambique como se eu estivesse matriculada desde janeiro, para o Fies depositar esse valor, que todo mês caia na conta deles”, relata Itala. 
“Pretendemos recorrer da sentença”, afirma a advogada Sandra | Foto: Divulgação
O repasse do dinheiro era realizado por meio do Banco do Brasil. Ao procurar a instituição financeira para cancelar o Fies, ela foi informada que teria que voltar à universidade, para resolver a questão e, assim, começou um verdadeiro imbróglio.

“Eu fui lá tentar negociar e eles (Uniesp) mal falavam comigo. Fui ao Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) e eles não apareceram na audiência e não deram nenhuma justificativa. Sumiram. Aí acabei entrando com a ação”, explica a jovem. 

A advogada Sandra Lúcia da Cunha Chagas conseguiu resolver a questão do nome negativado de Itala. Apesar da sentença favorável a jovem, o valor de R$ 6 mil é insatisfatório. “Pretendemos recorrer da sentença que, apesar de acertada no mérito, pecou em estipular condenação por danos morais em valor insuficiente a punir e coibir a faculdade da prática dessa conduta abusiva, desprezando o caráter punitivo da responsabilização moral ao agente causador do dano”, explica Sandra.

De acordo com a Uniesp, “ela fez o pedido de reembolso junto ao Instituto de Ensino Superior Santo André – IESA (Uniesp), porém alguns documentos foram solicitados e, até o presente momento, não foram entregues”.  Segundo Itala, a universidade perdeu os documentos. A reportagem do Ponto Final questionou a Uniesp em relação ao valor recebido do Fies indevidamente, mas não tivemos resposta. Além disso, a instituição informa que “está à disposição para solucionar o caso”. 

Obs.: Matéria publicada originalmente no jornal Ponto Final, edição 868.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Santo André promove evento em prol da doação de órgãos

A cidade de Santo André promove nesta quarta-feira a II Jornada de Doação de Órgãos e Tecidos (Jodot), às 18h30, no Primeiro de Maio Futebol Clube (Avenida Portugal, 79. Centro). O evento visa incentivar a doação de órgãos e contará com a presença do prefeito Carlos Grana, do Secretário de Saúde, Homero Nepomuceno Duarte, além de representantes do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, do Hospital Sírio-Libanês e da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos. 

Grana comparecerá ao evento | Foto: reprodução 
O público poderá conferir o depoimento de Henrique Traspadini Reis, autor do livro Alegria e fé, em que relata um paciente na fila de espera por um transplante. Reis foi diagnosticado com insuficiência renal crônica terminal 26 anos atrás e, hoje, além de escrever garante o sustento com a realização de palestras motivacionais. 

Em Santo André, 265 pessoas estão hoje na fila de espera por um transplante de órgãos sólidos, dos quais, 171 (rins); 14 (fígados); três (corações); cinco (pulmões); um (pâncreas) e 13 (pâncreas/rins). À parte, para córnea, classificada como tecido, são 58 inscritos. No ABC, o número salta para 912 pessoas à espera de um transplante; no País, 32 mil pacientes. 

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Sabina realiza observação do eclipse no domingo

No próximo domingo (27), um raro fenômeno astronômico poderá ser visto em toda a América do Sul. Se trata do eclipse lunar total da superlua. Em Santo André,  a Sabina Escola Parque do Conhecimento, abrirá as portas gratuitamente do Planetário (considerado um dos mais modernos do País), a partir das 18h30, para os interessados em observar o fenômeno na primeira “Star Party” promovida durante o eclipse.

Será permitido utilizar a estrutura do parque para observar o fenômeno | Foto: reprodução
O público poderá levar telescópios e instrumentos de observação, além de poder contar com os telescópios do Núcleo de Observação do Céu e apoio dos monitores da Sabina para observar o fenômeno. Além disso, será permitida a realização de pic-nics e durante a atividade haverá uma banda de jazz tocando ao vivo.  A ação, no entanto, está sujeita às condições meteorológicas. O Sabina fica na Rua Juquiá, s/nº, Vila Eldízia (entrada na altura do nº 135). Os interessados podem obter mais informações pelos números 4422-2000 ou 4433-0133.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Jacomussi não aceita ser vice de Donisete Braga



Por Carlos A.B. Balladas


A vida do prefeito Donisete Braga não está nada fácil, e ficará ainda mais difícil. 
Depois de ver Marcio Chaves, um antigo companheiro de partido e de seu grupo politico, estar sendo sondado pela oposição, vê agora suas pretensões irem por água abaixo em ter o deputado estadual Átila Jacomussi (PCdoB) como aliado. O pai do deputado, o vereador Admir Jacomussi (PRP) recusou o convite de Braga para ser seu vice em 2016.

Fica praticamente certo, portanto, que os eleitores de Mauá terão à sua escolha, além do nome do atual prefeito, os de Átila Jacomussi e Clóvis Volpi (PSDB).

As informações são do portal do jornal ABCD Maior, como texto de Bruno Coelho.

Observo que a grafia do nome de pai e filho - Jacomissi -, é como se encontra no texto extraído às 21h50 de sexta-feira (18).

Oito vezes vereador de Mauá, Admir Jacomussi (PRP) afastou de vez a possibilidade de ser candidato a vice na chapa de reeleição do prefeito Donisete Braga (PT). O parlamentar reforçou as pretensões do filho e deputado estadual Atila Jacomissi (PCdoB) disputar a eleição de 2016 pela Prefeitura ante ao petista.
Admir deve apior candidatura do Filho, Átila

“Sou do diretório estadual do PRP e estou trabalhando no partido em Rio Grande da Serra, onde iremos apoiar a reeleição do prefeito Gabriel Maranhão (PSDB), e em Ribeirão Pires, onde conversamos para filiar o vereador Rubão (PMDB) aos nossos quadros. E a minha pretensão é ser candidato a vereador em Mauá pelo nono mandato”, disse o parlamentar.

A aliança do clã Jacomissi com Donisete ocorreu no segundo turno da eleição à Prefeitura em 2012, após o deputado estadual ficar em terceiro lugar na disputa e preterir a adesão à colega na Assembleia Legislativa, Vanessa Damo (PMDB). O trabalho do ex-prefeiturável na autarquia ajudou a pavimentar a campanha para o Parlamento paulista.

A vitória de Atila ao Legislativo estadual deu gás às pretensões do grupo para uma nova disputa ao Paço. Para evitar uma coalizão contrária, Donisete tentou atrair Jacomissi para ser seu candidato a vice-prefeito na chapa pela reeleição. “Logicamente se conseguisse ter eu como vice, não haveria a candidatura do Atila. Mas deixei claro de que o meu filho é pré-candidato e essa é a vez dele de aproveitar essa oportunidade”, pontuou.

Troca de comando no Ramalhão?

Por Carlos A.B. Balladas

O título do texto dá a entender, talvez, que se trata de assunto futebolístico, entretanto é mais que isto, o que está ocorrendo no Esporte Clube Santo André, o nosso querido Ramalhão, tem a ver com a cidade, com o amor dos andreenses pelo futebol e pelo esporte, e, em especial, por aqueles que torcem de verdade para o time de sua cidade e não possuem outros interesses a não ser aplaudir  o Ramalhão nos estádios nos quais se apresenta.
Há décadas, o Esporte Clube Santo André é comandado apenas por um pequeno e abnegado grupo de esportistas, tendo à frente Jairo Livolis e Celso Luiz de Almeida. Sob a direção do primeiro, o Ramalhão conquistou os seus principais títulos, ressaltando-se a espetacular conquista da Copa do Brasil em 2004, com uma vitória sobre o Flamengo no Maracanã, considerada uma das maiores zebras do futebol brasileiro.

Testemunhei esta vitória em meio à torcida flamenguista, nas arquibancadas do Maracanã, e afirmo, foi uma das maiores emoções por mim sentidas no campo esportivo. Este titulo deixou a cidade mais feliz e apagou um pouco o ressentimento pela morte de Celso Daniel ocorrida pouco mais de dois anos antes.

Há tempos o desempenho do time profissional do Ramalhão está abaixo do nível que podemos considerar sofrível.

Depois da conquista do título, coma intenção de alocar recursos para a categoria que disputa os campeonatos profissionais, criou-se uma empresa para administrar todos os negócios relativos ao futebol profissional do Ramalhão.

Esta empresa, das mãos de Jairo Livólis, passou para o comando de Ronan Maria Pinto, empresário de transporte, comunicação da cidade de Santo André.

Não cabe neste texto enumerar e comentar os inúmeros erros cometidos na gestão da empresa por tal empresário, mas o certo é que ele devolveu ao clube um futebol profissional em condições piores daquelas que a ele foram entregues.

Pois bem, este empresário, em conjunto com outros esportistas, dirigentes de entidades e empresários pretende assumir novamente o futebol profissional do Ramalhão, mas desta vez por meio das eleições que haverá no clube em 2016.

Sabe-se que Jairo Livólis, em função de sua idade e do longo tempo no comando do clube, tem cada dia menos condições de levar o time profissional ao sucesso. Por outro lado, o interesse deste grupo comandando pelo empresário citado - como se tomou conhecimento no período em que esteve à frente da empresa gestora do futebol - possui interesses que vão além de elevar o nome da cidade por meio do futebol.

A ironia é escrever este artigo no dia em que o clube completa 48 anos de existência.








quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Moody's critica Alckmin por cancelamento de PPPs

Por Adamo Bazani no blog Ponto de ônibus 

A agência internacional de classificação de risco e crédito Moody´s publicou comunicado nesta quinta-feira, 17 de setembro de 2015, afirmando que a decisão do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, de cancelar 32 propostas de PPP – Parceria Público Privadas é prejudicial para o setor de infraestrutura em todo o Brasil. 
O cancelamento “é negativo para o crédito tanto para o setor de infraestrutura como para o desenvolvimento de PPPs no Brasil.”
No dia 25 de agosto, o governo de São Paulo excluiu 32 projetos do regime de PPP. Não significa necessariamente que a gestão desistiu das obras, mas rejeitou a possibilidade das propostas de parcerias apresentadas. 


Destes 32 projetos, onze são relacionados à mobilidade urbana, como o Expresso ABC, prometido por Alckmin em 2006. O Expresso ABC é projetado para ser uma linha da CPTM paralela à linha 10 Turquesa, mais rápida, com paradas somente em Mauá, Santo André, São Caetano do Sul, Tamanduateí, Brás e região da Luz. Não há previsão de prazo para o início da obra.
Também deveria ser uma PPP o Corredor de Ônibus Antônio João – Alphaville – Santana do Parnaíba.

Para a Moody’s as PPPs são “alternativas interessantes e atraentes” para governos estaduais e municipais com a participação da iniciativa privada em projetos de alto valor e desafiadores.
No caso de saúde e educação, as PPPs em serviços de saúde e educação permitem a ampliação de atendimento sem que o poder público viole o limite de funcionários e gastos com folhas de pagamentos impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, ainda segundo a Moody´s.

Confira as principais obras e serviços de mobilidade que tiveram propostas de PPP excluídas por Alckmin. Nem todas as obras foram descartadas, mas o regime de PPP sim: 
- Expresso ABC: linha de trem da CPTM com menor tempo de viagem entre o ABC Paulista e a Capital. Foi prometida por Alckmin em 2006. Deve seguir paralelamente à linha 10 Turquesa, com paradas apenas em Mauá, Santo André, São Caetano do Sul, Tamanduateí, Brás e Luz
- Linha 19 Celeste do Metrô: Com 25,9 quilômetros, prevista para ligar o Campo Belo, na zona Sul, à estação CECAP, na cidade de Guarulhos.

- Linha 20 Rosa do Metrô: Ligação prevista entre o bairro da Lapa, na zona Sul, e Moema, na Zona Sul, com 12,3 quilômetros de extensão.
– Corredor de Ônibus Antônio João – Alphaville – Santana do Parnaíba. Em 09 de dezembro de 2012, a Promon Engenharia Ltda., Ballard Power Systems, Linde Gases Ltda. e CAIO Induscar Indústria e Comércio, entregaram ao Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas do Estado de São Paulo uma Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada (MIP) para Estudos para Implantação de Corredor de Ônibus a Hidrogênio, de acordo com nota do Governo do Estado naquela época.
– Expresso Bandeirantes: linha de trem entre São Paulo e Campinas, engavetada em 2008 pelo então governador José Serra.
– Expresso Jundiaí: linha de trem com 45 quilômetros de extensão entre São Paulo e Jundiaí
– Expansão e Operação Linha 2 Verde do Metrô
– Manutenção e modernização da Linha 7 Rubi da CPTM
– Monotrilho Portuguesa Tietê – Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos

PT tenta segurar Marcio Chaves

Por Carlos A.B. Balladas

A saída de Márcio Chaves do PT cousou um alvoroço nas hostes do partido do ABC.

Donisete Braga, prefeito de Mauá, por não ter exito em dissuadir Marcio de filiar a outro partido, -  PSD- , pediu socorro a Carlos Grana, prefeito de Santo André.

Grana deve ter conversas com Marcio, e deve acenar até com cargo em instituição na qual o prefeito andreense tem poder de alocá-lo.


Até a próxima segunda-feira (21),   Marcio Chaves deve tomar uma decisão.

Se ele for para o PSD, estará aberta a vaga de vice-prefeito na chapa comandada por Clóvis Volpi, virtual candidato ao Paço de Mauá pelo PSDB.

Número de vereadores de Santo André e a má fé

Por Carlos A.B. Balladas

Nesta semana volta em debate o aumento do número de vereadores na Câmara de Santo André.
A alegação de alguns que haverá aumento de despesas constitui-se em mentira.
Sirvo-me de trecho de texto sobre o assunto publicado no portal Âmbito Jurídico de autoria de Róger Martins da Rosa sob o título “A controvérsia da fixação do número de vereadores pelo Tribunal Superior Eleitoral."


Observe-se que o legislador estabeleceu parâmetros para os gastos das Câmaras Municipais. O total das despesas não deve ultrapassar percentuais, que vão de 5 a 8% relativos ao somatório da receita tributária; a Câmara não poderá gastar mais de 70% de sua receita com folha de pagamento, incluído o gasto com o subsídio de seus vereadores, sujeitando o Presidente a incorrer em crime de responsabilidade em caso de desobediência ao preceito legal; estabelece critérios para a fixação dos subsídios dos vereadores, limitando de 20 a 75% do subsídio pago aos deputados estaduais, dependendo do número de habitantes; limita o total de despesa com a remuneração dos vereadores, que não pode ultrapassar o montante de 5% da receita do município.
As Câmaras Municipais são fiscalizadas pelos Tribunais de Contas, que julgam as contas, aplicando sanções diversas, que, quando irregulares, não são aprovadas, sendo estabelecidas glosas, multas, etc., e, constatado crime, o Ministério Público é provocado para as devidas providências. As contas, quando rejeitadas, podem, inclusive, levar seus ordenadores não só às sanções penais, como, politicamente, tornarem-se inelegíveis.”

Portanto, age de má fé quem propaga um eventual acréscimos nos gastos da Casa com o aumento do número de vereadores.


Consórcio promove debate sobre cultura e juventude negra

 O Consórcio Intermunicipal Grande ABC, por meio do Grupo de Trabalho Igualdade Racial e com o apoio do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo – Subsede ABC, promove o “5° Seminário de Estruturação da Cartilha Regional de Enfrentamento ao Racismo”. O congresso aberto ao público ocorre hoje (17) na sede do Consórcio (Av. Ramiro Colleoni, 5, Centro, Santo André). A temática do encontro será a “Cultura e Juventude Negra”. 

Seminário será na sede co Consórcio e é aberto ao público | Foto: reprodução

A intenção do Consórcio é promover discussões e estimular a reflexão dos participantes em torno dos desafios e conquistas dos negros. O evento faz parte do processo de elaboração da cartilha regional que trará a síntese dos temas abordados ao longo de todos os seis seminários, que ocorrem até outubro. A cartilha deverá ser lançada em março do ano que vem e faz parte das ações prioritárias contidas no Plano Plurianual (PPA) Regional 2014-2017 do Consórcio.

Além da participação da população, o evento contará com a presença de especialistas, professores, gestores públicos, e os membros do Grupo de Trabalho Igualdade Racial. O destaque deste seminário é a presença de Marco Antônio Silva, conhecido como Markão II. O convidado é coordenador da implementação do Plano Juventude Viva na Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial de São Paulo, vocalista do grupo de rap Defensores do Movimento Negro (DMN) e participante ativo de várias outras ações em defesa da população negra.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Empresários do ABC buscam orientações sobre fontes de financiamento

Cerca de 100 empreendedores do ABC participaram na última terça-feira (15) do workshop sobre captação de recursos para projetos de inovação, realizado pela Agência de Desenvolvimento Econômico do Grande ABC (Agência GABC) e pelo Serviço Brasileiro de apoio às Micro e Pequenas Empresas São Paulo (SEBRAE SP). O evento ocorreu no Palm Leaf Hotel, em São Bernardo do Campo. Na oportunidade, as principais instituições de fomento do País apresentaram às empresas do ABC suas linhas e fontes de financiamento para inovação.

Braga ressaltou a importância do workshop | Foto: Evandro Oliveira

 O presidente da Agência GABC e prefeito de Mauá, Donisete Braga, abriu o evento falando aos empresários sobre a importância da união de todos os segmentos e do debate sobre alternativas para a retomada do crescimento, em cenário econômico desafiador em todo o País. Segundo Braga, é necessário traçar estratégias e colocar as ideias em prática.

Durante as palestras, os ministrantes do SEBRAE São Paulo, Desenvolve SP, SP Ventures, Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Banco Nacional de desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), fizeram breve apresentação institucional e falaram aos presentes sobre as linhas de crédito disponíveis, condições para financiamento, a que se destinam e requisitos básicos para análise e aprovação de projetos de inovação.

Os participantes puderam esclarecer dúvidas sobre questões relacionadas ao desenvolvimento de projetos ou a melhor maneira de solicitar o financiamento. Depois das apresentações, os empresários receberam orientações em atendimentos individuais por consultores e especialistas das instituições participantes.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Eleições em Mauá apresentam novidades

por Carlos A.B. Balladas

Os eleitores de Mauá terão novas alternativas na próximas eleições municipais.

Clóvis Volpi, ex-vereador na cidade, ex-deputado e ex-prefeito de Ribeirão Pires, cidade vizinha a Mauá, agora filiado ao PSDB se apresenta como uma nova peça no tabuleiro eleitoral, e sua entrada abre as portas para outras peças, uma delas, a de Marcio Chaves, ex-vice-prefeito.

Pesquisas encomendadas pelo Palácio dos Bandeirantes colocam o atual prefeito, Donisete Braga, como perdedor em todos os cenários previstos.

Márcio Chaves, ao lado de Volpi, desequilibra o jogo eleitoral em Mauá
Os quatro possíveis candidatos, Vanessa Damo (PMDB), Átila Jacomussi (PCdoB), Clóvis Volpi (PSDB) e o próprio Donisete Braga (PT) formam um quadro incomparável no ABC.
Eles, com certeza, serão protagonistas da disputa mais acirrada da região.

E o quinto componente, Márcio Chaves, será o fiel da balança na contenda eleitoral. O seu nome, ainda de acordo com as pesquisas que circulam em mãos de mauaenses com grande interesse na eleição, tem mais força e mais "recall"  (lembrança) que o do próprio prefeito.

Vários partidos já colocaram suas legendas à disposição de Márcio Chaves, pois este, se disputar as eleições em sua cidade, não será pelo PT.

Nuvens negras cobrem o Paço Municipal de Mauá, aguarda-se uma grande tempestade durante o pleito de 2016.






Andreense cria primeiro vídeo de realidade virtual do Brasil e apresenta projeto ao prefeito Carlos Grana

O prefeito de Santo André, Carlos Grana, recebeu nesta segunda-feira (14) em seu gabinete o editor de vídeo Leandro Balladas, 33 anos, andreense responsável pela produção do primeiro videoclipe de realidade virtual do Brasil - e terceiro do mundo. Visivelmente impressionado, Grana apontou a importância do pioneirismo da proposta, destacando o protagonismo de Balladas que, de maneira independente, desenvolveu o trabalho junto da banda Spazio - também nascida na cidade.

Leandro Balladas apresenta o videoclipe ao prefeito Carlos Grana no celular 

O clipe intitulado Plano de Controle, lançado em 18 de julho último, pode ser visto de três maneiras: por meio de óculos especiais que acompanham o movimento da cabeça do espectador, com alcance de 360° em qualquer direção; no Youtube, onde a visualização panorâmica é realizada com o auxílio do mouse; e pelo celular, mudando o panorama de acordo com o movimento do aparelho. (Confira abaixo).

Clipe é o primeiro do gênero no Brasil e o terceiro no mundo

Grana, devidamente equipado com os óculos, esboçou a mesma reação de 99% dos que se deparam com esta tecnologia pela primeira vez: "Puta, mas que legal!",disse o prefeito. A experiência contagiou os demais presentes, entre eles, o secretário de Comunicação do município, Ronaldo de Castro. "Muito louco isso, parece que você está dentro do show", exemplificou.

Grana assiste ao clipe com óculos de realidade virtual

Thiago Matricardi, baterista da Spazio, aproveitou a ocasião para prestigiar Balladas. Segundo ele, "a banda se sentiu honrada em participar de um trabalho tão inovador e que, graças a ele, foi possível de ser realizado". 


Grana vê foto do suporte de câmeras utilizado na produção do vídeo. 
Ao fundo, o baterista Thiago Matricardi

O desenvolvimento e realização do projeto levou, de acordo com Balladas, aproximadamente um ano. Neste período, o editor de vídeo se empenhou não somente em aprimorar técnicas inéditas no Brasil para a elaboração deste tipo de vídeo, mas em adquirir programas e manufaturar peças para a viabilização da empreitada. "O suporte para as câmeras que foram utilizadas, por exemplo, mandamos fazer em uma impressora 3D (três dimensões). Foram seis máquinas gravando a apresentação, simultaneamente, do centro do cenário que, em nosso caso, foi um galpão locado em Santos, mas é possível adaptar essa tecnologia para diversas necessidades e possibilidades, inclusive utilizando drones", explica.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Inflação recua para famílias mais pobres em agosto

O indicador de agosto que mede a inflação para famílias com menos renda, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostrou uma redução na escalada de preços. O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) apontou que os preços dos alimentos e da energia elétrica ficaram mais baratos para as famílias que ganham até R$ 1.970,00 - equivalente a 2,5 salários mínimos por mês.

No mês, o indicador geral saiu de 0,68% em julho para 0,02%, em agosto. A diferença de 0,62 pontos percentuais foi estimulada pela queda nos itens que compõem o IPC- C1, elaborado pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE) da FGV.

Preços dos alimentos e da energia elétrica caíram | Foto: reprodução
Foi o caso do componente que mede preços de alimentos, que caiu de 0,94% para -0,36% entre julho e agosto. O destaque foi a queda no valor de hortaliças e legumes (1,84% para -10,76%), especialmente o preço da batata (-19,07%), do tomate (-15,54%) e da cebola (-10,34%), vilã da escalada de preços no início deste ano.

Houve também recuo nos indicadores sobre preços da habitação (1,18% para 0,18%), vestuário (-0,21% para -0,26%) e despesas diversas (0,16% para 0,12%). Segundo a FGV, os destaques dentro desses componentes foram as quedas: na tarifa da conta de luz (3,80% para -0,83%), roupas masculinas (0,80% para -0,53%) e alimentos para animais domésticos (0,56% para -0,05%).

Na contramão desse movimento ocorreu aumento nos componentes de transportes (0,13% para 0,42%), saúde e cuidados pessoais (0,42% para 0,59%), educação, leitura e recreação (0,03% para 0,34%) e comunicação (0,08% para 0,10%). Os responsáveis pelos aumentos de preços nesses segmentos foram a tarifa de ônibus urbano (0,05% para 0,55%), artigos de higiene e cuidado pessoal (0,55% para 1,22%), passagem aérea (-15,92% para 9,55%) e mensalidade para TV por assinatura (0,79% para 1,75%)

Marinho e Grana são bem avaliados, mas PT perderia eleições

Por Carlos A.B. Balladas 

O Instituto Paraná Pesquisas divulgou nesta quinta-feira (10) dois relatórios relativos a pesquisas sobre o desempenho dos prefeitos de Santo André e São Bernardo do Campo – Carlos Grana e Luiz Marinho, respectivamente – e também de eventual disputa eleitoral.

Seguem os textos extraídos do site (http://www.paranapesquisas.com.br)
do instituto neste 11 de setembro às 11h30.



Os prefeitos de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, e de Santo André, Carlos Grana, ambos do PT e da região do Grande ABC, em São Paulo, são bem avaliados nesse mar de intolerância e de ódio fascista alimentados diuturnamente pela velha mídia.Segundo levantamento do Paraná Pesquisas, em São Bernardo, 55% dos eleitores aprovam e 41% desaprovam Marinho. O instituto ouviu 648 entre os dias 5 e 8 de setembro. A margem de erro é de 4%.

Em Santo André, o prefeito Grana tem 50% de aprovação ante 46% de reprovação. A Paraná Pesquisas entrevistou 643 eleitores entre os dias 3 e 6 de setembro. A margem de erro também é de 4%.

O diabo é que os prefeitos petistas não têm conseguido transferir esse prestígio à presidenta Dilma Rousseff. Em Santo André, 85% a desaprovam e apenas 12% aprovam sua administração. O índice praticamente se repete em São Bernardo.

A pergunta é: por que o PT esconde do país o que tem de bom para mostrar nos estados e municípios? O Brasil precisa saber disso.

A Paraná Pesquisas também mediu a febre acerca das eleições presidenciais de 2018. Curiosamente, o instituto defenestrou o nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que não aparece em nenhum cenário das sondagens. A presença do tucano nas urnas é mais crível daqui a três anos do que os correligionários e senadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP).

Disputa eleitoral

O ex-prefeito de Santo André (SP) Aidan Ravin (PSB) lidera a corrida para assumir a prefeitura da cidade, cujas eleições serão disputadas em 2016. Levantamento divulgado pelo instituto Paraná Pesquisas nesta quinta-feira (10) indica que o pessebista, que foi prefeito entre 2009 e 2012, tem a preferência de um em cada quatro eleitores do município — 25,6% do total na pesquisa estimulada.

Em segundo lugar, aparece Carlos Grana, com 22,4% da preferência, e, na terceira posição, está Bruno Daniel, irmão do ex-prefeito Celso Daniel, com 18,3% do total.

Também pontuaram Paulinho Serra (9,3%), Raimundo Salles (6,2%), Ailton Lima (2,8%), Fabio Picarelli (2,6%) e Ronaldo de Castro (1,6%). Não souberam responder 5,3% dos entrevistados, e 5,9% não votariam em nenhum deles.

O instituto considerou uma amostra de 643 eleitores de Santo André, com entrevistas feitas entre os dias 3 a 6 de setembro. O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro, de 4%.

Em São Bernardo do Campo (SP), o deputado federal pelo PPS Alex Manente é mais lembrado pelos eleitores em pesquisa estimulada. Manente teria 39,4% dos votos se as eleições fossem hoje. Na segunda posição, aparece Orlando Morando, com 31,2% da preferência, seguido por Willian Dib, com 5%.

Também foram lembrados Marcelo Lima (4,7%), Tarcísio Secoli (2,6%), Aldo dos Santos (1,9%), Luiz Fernando Teixeira (1,4%) e Evandro de Lima (0,3%). Outros 6,5% não souberam responder e 7,1% disseram que não escolheriam nenhum dos possíveis candidatos.

Em São Bernardo do Campo, o instituto ouviu 648 eleitores entre os dias 5 a 8 de setembro. O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro, de 4%.

2º turno

Em São Bernardo do Campo, Manente venceria Orlando Morando em um eventual segundo turno, segundo a pesquisa. O pessebista teria 47,6% dos votos se as eleições fossem hoje, contra 38,1% de Morando. Não souberam responder 6,3% dos entrevistados e 8% não escolheriam nenhum dos dois.



quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Plano Municipal de Redução de Riscos é apresentado hoje

O Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa) realiza hoje (10), às 19h, no anfiteatro Heleny Guariba, audiência pública para apresentar à população o Plano Municipal de Redução de Riscos (PMRR), decretado pelo prefeito Carlos Grana em maio passado.

Contratado pelo Consórcio Intermunicipal do ABC, o estudo foi realizado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e traz o mapeamento das áreas de risco indicadas pela Defesa Civil e setores da Prefeitura. O plano apresenta a estimativa de moradias afetadas, com o estabelecimento de graus de risco; indica os tipos de intervenções necessárias para a redução ou eliminação dos riscos em cada setor mapeado; e ainda apresenta uma síntese na forma de um plano estratégico para a redução ou erradicação das situações de riscos identificadas.

Remoção de famílias das áreas de risco foi possível antes das chuvas | Foto: Renato Rodrigues
O estudo das áreas de risco da cidade foi importante instrumento de gestão da Defesa Civil de Santo André, durante o Programa Operação Chuvas de Verão (POCV). Por meio do mapeamento, foi possível realizar a remoção das famílias em áreas de risco 3 (alto) e 4 (muito alto) antes do período de chuvas, o que diminuiu consideravelmente a possibilidade de emergências por conta de deslizamentos ou solapamentos.

A íntegra do Plano pode ser consultada no Centro de Referência em Saneamento Ambiental, localizado no prédio sede do Semasa, ou ainda on-line, no portal da autarquia, na área destinada à Defesa Civil. A audiência pública é aberta a todos os interessados e não é necessário fazer inscrição prévia.

Presidente da OAB-SP entrega serviço de transporte em Santo André

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB - SP), Marcos da Costa, estará em Santo André nesta sexta-feira (11), às 11h, para o ato que marcará o início do serviço do transporte entre os fóruns do ABC através de vans. A agenda atende uma antiga reivindicação dos 15 mil advogados da região.

Marcos da Costa inaugura o transporte entre os fóruns do ABC | Foto: reprodução
Segundo o presidente da OAB de Santo André, Fabio Picarelli, os profissionais do ABC estão “muito felizes”. Picarreli ainda destaca que está é  “mais uma conquista importante que beneficiará a toda a advocacia regional e mostra a importância que os advogados do ABC têm para a OAB São Paulo”.

O ato ocorrerá na Casa do Advogado andreense (Rua Portugal, 233) e contará com a presença de todos os presidentes das seis subseções do ABC e conselheiros estaduais  da região.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Tempo de deslocamento no Brasil aumenta e gera prejuízos de R$ 111 bilhões à economia

Por Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes no blog Ponto de Ônibus 

A falta de investimentos em transportes públicos com o consequente aumento nos congestio-namentos, além de diminuir a qualidade de vida dos cidadãos, causa prejuízos anuais de R$ 111 bilhões à economia brasileira.

É o que revela o mais recente levantamento nacional sobre mobilidade urbana divulgado nesta quarta-feira, 09 de setembro de 2015, pelo Sistema Firjan – Federação das Indústrias do Rio de Janeiro. O Blog Ponto de Ônibus teve acesso a integra do estudo.


O valor de R$ 111 bilhões se refere, segundo os especialistas que realizaram o estudo, à chamada produção sacrificada, isto é, os recursos perdidos ou que deixaram de ser gerados pelo tempo perdido nos congestionamentos das metrópoles brasileiras. Não levam em conta outros custos, como saúde pública, por exemplo, por causa de acidentes e poluição

Há gastos diretos como mais combustível queimado por causa do trânsito lento, maiores recursos necessários para manutenção de vias e a necessidade de mais veículos de serviços, como ônibus e caminhões, para fazerem uma quantidade cada vez menor de viagens cada. Também é levado em consideração o que poderia ser gerado pela economia se os trabalhadores não perdessem tanto tempo nos congestionamentos. Neste aspecto, são considerados cursos ou atividades que gerariam renda extra e até mesmo a perda de desempenho do trabalhador que já chega cansado ao serviço.

Com os R$ 111 bilhões literalmente queimados e que se evaporam pelos escapamentos, poderiam ser construídos todos os anos pouco mais de 100 quilômetros de redes do que há de mais moderno em termos de metrô ou ainda fazer dois mil e 500 quilômetros de corredores de ônibus com os mais avançados conceitos de veículos, operação e gerenciamento de frota.

O valor também é superior aos R$ 79,4 bilhões do ajuste fiscal apontado pelo Governo Federal como necessário para organizar as contas públicas.

A pesquisa analisou os ir e vir e os dados econômicos de 601 municípios brasileiros que formam 37 regiões metropolitanas no País em 2012. Os dados foram contabilizados, comparados e o trabalho finalizado foi divulgado nesta quarta-feira. Os tempos de deslocamentos contabilizados sempre foram os superiores a 30 minutos.

De acordo com o levantamento, 17 milhões de trabalhadores por dia gastam em média 114 minutos nos deslocamentos diários.

Onde mais se perde tempo para se deslocar no Brasil, é na região metropolitana do Rio de Janeiro. São 141 minutos por dia, sendo que por causa dos congestionamentos, deixam de ser produzidos anualmente R$ 19 bilhões.

São Paulo é a segunda região metropolitana em tempo gasto nos deslocamentos, com 132 minutos por dia. Mas o prejuízo em São Paulo é o maior do País: R$ 44 bilhões e 819 milhões deixam de ser produzidos pela imobilidade. Este prejuízo é 2,3% que o registrado em 2011, referente a penúltima pesquisa.

As ações em prol da mobilidade, mesmo que tímidas, auxiliaram a região metropolitana e ter aumento apenas de um minuto no tempo de deslocamento entre um ano e outro o que prova que todo investimento em transporte público tem resultados benéficos rapidamente. Se estes investimentos fossem mais constantes e acertados, os benefícios seriam maiores.

“No caso paulista, embora o número de trabalhadores que perderam mais de 30 minutos no trânsito tenha aumentado 4,5% (238,8 mil pessoas), o tempo de deslocamento aumentou apenas 1 minuto (1,1%). Isso significa que os programas de ampliação de capacidade do sistema de mobilidade urbana (metrô, trens metropolitanos e corredores exclusivos de ônibus) conseguiram absorver parte do impacto da maior demanda por transporte.” – diz o estudo ao qual o Blog Ponto de Ônibus teve acesso.

Em Curitiba e região metropolitana, onde há uma rede de corredores de ônibus, o tempo de viagem médio é de 122 minutos por dia e os recursos perdidos em congestionamentos por ano chegam a R$ 3 bilhões 353 milhões. Os números são altos e mostram que os investimentos para a priorização do transporte coletivo no espaço urbano devem ser intensificados novamente na capital paranaense e cidades vizinhas. A quantidade de habitantes e de veículos cresceu em proporções maiores à infraestrutura para transportes públicos.

O Vale do Aço, em Minas Gerais, é a região pesquisada com menor tempo de deslocamento diário: 102 minutos. Já o Sudoeste Maranhense é onde as perdas com os congestionamentos são menores: R$ 36 milhões 789 mil.

Campanha Travessia Segura é retomada no ABC

Os prefeitos do ABC lançaram na última terça-feira (08) a nova etapa da campanha Travessia Segura. O anúncio da nova etapa foi feito na assembléia mensal de prefeitos do Consórcio Intermunicipal Grande ABC. A retomada das ações pretende introduzir, em longo prazo, uma mudança cultural entre os moradores da região, incorporando a valorização do uso e do respeito às faixas de pedestres.

Durante o encontro, os prefeitos apresentaram o “herói” Mister Mão, que a partir da próxima semana ganhará maior visibilidade na mídia, com inserções publicitárias em TVs, rádios, jornais, revistas e internet, além de outdoors, busdoors, front lights e paradas de ônibus das sete cidades.

Prefeitos do ABC e personagem "Mister Mão" | Foto: Valmir Franzoi
Ainda estão previstas ações de rua na Semana Nacional do Trânsito, entre 18 e 25 de setembro, programação em escolas no mês de outubro, intervenções em cruzamentos de maior fluxo no mês de novembro e ações na internet e redes sociais até dezembro. A campanha tem caráter permanente e já tem reedições previstas para os próximos dois anos, conforme estabeleceu o Plano Plurianual (PPA) Regional Participativo 2014 – 2017, elaborado pelo Consórcio. 

No total, a campanha envolverá 120 pessoas nas diversas ações. Só em fantasias do Mister Mão serão 30 espalhadas pelo ABC. Haverá também distribuição de panfletos nos cruzamentos, cartilhas nas escolas e luvinhas para as crianças. A ideia é melhorar os resultados positivos já obtidos na primeira fase da campanha, que registrou uma queda de 16,5% no número de atropelamentos no ABC, se confrontados os números de 2010 e 2013.

A coordenadora do Grupo de Trabalho Mobilidade do Consórcio, Andrea Brisida, destaca a importância da ação em atingir tanto os pedestres, como os motoristas. “Precisamos ter uma mudança no motorista ao enxergar o pedestre e ao perceber e respeitar a faixa de travessia. Mas também no próprio pedestre, que precisa buscar o seu direito, mas tem a obrigação de fazer a sua parte, atravessando na faixa”, analisa. 

terça-feira, 8 de setembro de 2015

IPEM realiza plantão para regularização de taxímetros no ABC

Nesta quarta-feira (09), a partir das 9h, ocorrerá o plantão para verificação de taxímetro, promovido pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (IPEM – SP). A verificação deve ser feita anualmente, mas o plantão é voltado apenas aos taxistas que necessitam validar o instrumento, após mudança de veículo, troca ou reparo. A ação será na sede da Delegacia do IPEM – SP de Santo André (Rua Atibaia, 390 – Valparaíso). 

Plantão será na Sede do IPEM - SP de Santo André | Foto: reprodução
Para que os taxistas interessados recebam o atendimento, é necessário realizar agendamento pelo portal do IPEM – SP (www.ipem.sp.gov.br) e efetuar a emissão da Guia de Recolhimento da União (GRU) para pagamento da taxa. 

Os taxistas autuados por trafegar com o taxímetro irregular têm dez dias para apresentar defesa ao órgão. As multas podem variar de R$ 500 a R$ 5.000 mil, dobrando na reincidência. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4426-7333 ou pessoalmente na sede da Delegacia de Ação Regional do IPEM-SP em Santo André.

Inscrições para a Maratona Enem se encerram amanhã

Os estudantes interessados em treinar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem se inscrever gratuitamente até amanhã (09) para a Maratona Enem 2015, que acontecerá no sábado (12) às 13 horas, nas unidades do Colégio Singular. As inscrições devem ser realizadas no portal do Singular (www.singular.com.br) e podem participar alunos e não alunos da rede de ensino.

A atividade é promovida pelo Sistema Anglo de Ensino e visa treinar e preparar estudantes da rede pública e particular para o exame oficial.  A avaliação será divida em dois níveis: Provão do Fundamental II para alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental e Provão para Treineiros, destinado aos estudantes das 1ª e 2ª séries do ensino médio.

Evento preparatório para o Enem acontecerá no sábado (12) | Foto: reprodução
Segundo o supervisor de vestibulares Marcel Xavier, nos últimos três anos, o Singular registrou mais de 600 aprovações por meio do SiSU – Sistema de Seleção Unificada. Por isso, tem expertise em promover simulados para treinamento dos vestibulandos.

O Colégio Singular possui unidades em Santo André (Rua Álvares de Azevedo, 222 - Centro), São Bernardo do Campo (Rua Dr. Baeta Neves, 123 - Bairro Baeta Neves) e em São Caetano do Sul (Rua Santa Rosa, 305 - Centro).

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Estadão doou para Aécio. Cadê a grana?

Por Altamiro Borges no Blogdomiro


E ainda tem gente que acredita na imparcialidade da chamada grande imprensa. Na análise das contas de campanha do cambaleante Aécio Neves, a relatora do processo, ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Tribunal Superior Eleitoral, apontou 15 suspeitas de graves irregularidades. Entre elas, três doações feitas pela famiglia Mesquita, dona do decadente jornal Estadão, ao candidato derrotado do PSDB. Uma delas foi emitida no valor de R$ 52,885,30 e outras duas de R$ 52.982,00. O pior é que nenhuma destas doações foi declarada no TSE, o que caracteriza crime eleitoral. Cadê a grana Aécio?
                                                    

Segundo matéria do jornalista André Richter, da Agência Brasil, "a ministra Maria Thereza de Assis Moura, do TSE, pediu esclarecimentos sobre inconsistências encontradas na prestação de contas do senador Aécio Neves (PSDB/MG), candidato derrotado nas eleições presidenciais de 2014. As contas da campanha presidencial do parlamentar ainda não foram julgadas pela Justiça Eleitoral, que continua analisando os documentos contábeis apresentados. A decisão da ministra é do dia 14 de agosto, mas os detalhes sobre as divergências foram divulgados somente na segunda-feira, dia 31/8".

A descoberta das irregularidades nas contas de campanha de Aécio Neves não causou alarde na mídia - não viraram manchetes nos jornalões, capas dramáticas nas revistonas ou comentários hidrófobos nas emissoras de rádio e tevê. Pelo contrário. A chamada opinião pública pensa que apenas as contas de campanha de Dilma estão sob averiguação. O grau de desinformação é explicável. Afinal, a mídia fez de tudo para derrotar a candidata petista - e só lembrar os interrogatórios travestidos de entrevista no Jornal Nacional, da TV Globo, ou a capa criminosa da "Veja" na véspera do segundo turno.

Na análise das contas, os técnicos do TSE descobriram que a empreiteira Odebrecht, investigada na midiática Operação Lava-Jato, fez uma doação de R$ 2 milhões para Aécio Neves. O registro desta transferência milionária também não consta da prestação de contas do tucano. "Segundo os auditores, a campanha deixou de declarar R$ 3,9 milhões em recebimentos estimáveis. O valor foi declarado somente na prestação de contas final. Também houve divergência nos serviços jurídicos prestados pelos escritórios dos ex-ministros Carlos Ayres Britto e Carlos Velloso" - o que confirma as intimas relações do tucanato com alguns figurões do Supremo Tribunal Federal (STF).

Apesar da gravidade destas descobertas, elas não foram destaque na mídia venal. E agora se descobre que, além da manipulação descarada, parte da chamada grande imprensa financiou a campanha de Aécio Neves. "No cruzamento dos dados de informações prestadas por doadores e candidatos, o TSE encontrou diversas omissões de despesas de serviços prestados. Entre as empresas está a S/A Estado de São Paulo. De acordo com o TSE, constam três notas fiscais no CNPJ da empresa jornalística. Uma delas foi emitida no valor de R$ 52,885,30 e duas de R$ 52.982,00", descreve André Richter.



terça-feira, 1 de setembro de 2015

Setor de supermercados registra alta de 4,97% nas vendas

As vendas do setor de supermercados subiram 4,97% em valores reais em julho na comparação com junho. Já na comparação com julho do ano passado, houve queda de 1,32%. No acumulado do ano, houve queda de 0,20%, de acordo com o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) divulgado ontem (31), em São Paulo.

Preço do tomate apresentou queda de 4,62% | Foto: Miguel Denser/PSA
Segundo a Abras, a cesta de 35 produtos de largo uso registrou elevação de 0,82%, com o preço passando de R$ 411,03 em junho para R$ 414,40 em julho. Os itens que apresentaram maiores elevações nos preços foram queijo muçarela (5,22%), massa sêmola espaguete (4,84%) e farinha de mandioca (4,72%). No sentido contrário, aparecem tomate (-4,62%), arroz (-2,45%) e margarina cremosa (-2,07%).

Apresentaram elevação no valor da cesta as regiões Nordeste, com mais 1,53% e valor de R$ 357,91; Sudeste, mais 1,30% e custo de R$ 398,01; Centro-Oeste, com aumento de 0,80% e valor de R$ 393,23; e Sul, com alta de 0,79% e preço de R$ 452,23. Na Região Norte, houve queda de 0,15% e o preço ficou em R$ 462,63.