segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

MBL, sem autorização, usa foto em vídeo com Paulinho Serra

Movimento Brasil Livre publica, sem autorização,vídeo com foto do  jornalista Eduardo Kaze, contratado pela C.A.B. Balladas Editora.

O jornalista e a editora emitem notas sobre o fato. 

Nota do Jornalista Eduardo Kaze

Em 10 de janeiro último o Movimento Brasil Livre (MBL), por meio de sua página na rede social Facebook, publicou um vídeo elogiando a política do atual prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), utilizando, como "capa" do mesmo, uma foto de propriedade do jornalista Eduardo Kaze, cujo uso foi cedido exclusivamente para a Editora CAB Balladas, responsáveis por diversas publicações na região do ABC, entre elas, o blog do jornal Ponto Final, espaço no qual originalmente, em 15 de julho de 2016, a citada foto foi publicada.

Reprodução da página do MBL no Facebook
no qual apresenta  vídeo com uso indevido de foto. 
A prática de enaltecer medidas econômicas denominadas - no jargão dos próprios governantes tucanos - "cortar na carne" -, faz parte de uma série de publicações do MBL que, ao que ficou demonstrado no vídeo em questão, não têm qualquer compromisso com a ética jornalística. Reiteramos que nenhum contato solicitando o uso da imagem foi realizado por parte do MBL com a editora ou com o jornalista, configurando, assim, um desrespeito à Lei dos Direitos Autorais (LEI Nº 9610/98).

O MBL foi, após a constatação da publicação indevida, contatado por intermédio de sua página, porém, não retornaram a solicitação. Assim, esta editora se coloca no direito de buscar, frente a omissão de seus ofensores, as medidas legais e cabíveis em relação ao uso indevido de sua propriedade intelectual.

Abaixo, confira os links das fotos:



Nota da Editora C.A.B. Balladas

Repudiamos o uso de imagens e textos publicados por esta empresa jornalística, bem como de qualquer outra empresa.
As imagens e textos são produzidos a partir de pautas demandadas por uma empresa jornalística, e possuem, certamente, custos para tanto.
O uso sem autorização caracteriza pirataria, o que se nota claramente neste vídeo do Movimento Brasil Livre, MBL.


Um comentário:

  1. Eles acham que estão acima do bem e do mal e Principalmente dá lei

    ResponderExcluir