quinta-feira, 21 de junho de 2018

Uma nova ponte em Utinga, Santo André

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) abriu nesta quinta-feira (21) concorrência internacional para a construção de uma nova ponte sobre o rio Tamanduateí, na avenida dos Estados, na região de Santa Teresinha, no segundo subdistrito de Utinga. A nova travessia ficará na altura do Sesi, nas proximidades da estrutura que precisou ser demolida no ano passado, após sofrer um dano estrutural irreversível.


Praça Samuel de Castro Neves, à direita, será parcialmente destruída. Foto: Trida/PMSA
O objetivo da obra, que será realizada na altura da rua Bartolomeu de Gusmão, é construir uma nova estrutura para atender o trânsito da via, favorecendo pedestres e motoristas no trecho de Santa Teresinha, da avenida do Estados, beneficiando especialmente o tráfego de usuários que desejam retornar sentido Mauá.

“Hoje publicamos o edital para contratação da ponte de Santa Teresinha, uma obra que era muito aguardada. Agora oficializamos essa concorrência internacional e no dia 23 de julho será a abertura dos envelopes com as propostas. Mais uma conquista da cidade, com recursos próprios da Prefeitura, graças ao choque de gestão que nós fizemos”, afirmou o prefeito Paulo Serra.

O projeto prevê que esta nova ponte do Sesi ficará na direção da rua Bartolomeu de Gusmão e seus acessos cruzarão a praça Samuel de Castro Neves. A passagem terá 26 metros de comprimento, sendo composta por três faixas de rolamento com 3,50 m de largura cada uma. Em uma das laterais haverá ainda uma passagem de pedestres.

Além da ponte, a vencedora da licitação também deverá realizar adaptações no viário do entorno, além da adequação do sistema de micro-drenagem, para o escoamento adequado das águas de chuva. O custo previsto da obra é de cerca de R$ 4,8 milhões.

O financiamento
Os recursos investidos servirão como contrapartida ao financiamento de US$ 25 milhões do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) ao município de Santo André, que serão utilizados para execução de um grande projeto de mobilidade na cidade. De acordo com a previsão do Semasa, a obra deve ter início ainda este ano, com previsão de término em seis meses após seu início.


quarta-feira, 20 de junho de 2018

Chácara Pignatari terá levantamento do Mastro Junino neste domingo

Da Redação 

Quem gosta das tradicionais comemorações juninas tem uma ótima pedida para este domingo (24). A partir das 12h, o parque Antônio Pezzolo (Chácara Pignatari) terá o levantamento do Mastro Junino. A cerimônia cultural contará com apresentações de violeiros, quadrilhas juninas e grupos de culturas populares tradicionais. A ação faz parte do projeto Santo André de Múltiplos Tons, da Secretaria de Cultura.

O início do evento será marcado pelas quadrilhas. Às 13h30, o Grupo de Violeiros da Aparecidinha de Santo André anima a festa. O levantamento do Mastro Junino será realizado às 14h30. Em parceria com a Paróquia Santa Teresinha, será realizada a missa campal às 15h. Às 17h, é a vez dos violeiros Craveiro e Cravinho subirem ao palco. Haverá barracas com brincadeiras e comidas típicas.

Foto: Divulgação/PSA
Também no domingo, a partir das 10h, o Múltiplos Tons realiza outra atividade. O Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa recebe a Roda de Caboclo, cerimônia cultural-religiosa de matriz afro-brasileira. Haverá apresentações de samba de caboclo, samba de roda, afoxés e capoeira, exposições, bate-papos acerca dos elementos presentes nas manifestações culturais das comunidades tradicionais de terreiro, além de comidas típicas das comunidades.

Dança – O espetáculo de dança ‘Palcos da Minha Cidade’, com o Grupo Jovem Andreense, do Studio Coreográfico Corpore Sano será apresentado no Teatro Municipal Antônio Houaiss nesta quinta-feira (21), às 20h30. O espetáculo reúne bailarinos profissionais da cidade para a apresentação de coreografias premiadas no exterior. Indicação: livre. Ingressos de R$ 20 a R$ 40. O endereço é Praça IV Centenário, s/n, Centro.

No sábado (23), o coletivo Slam das Minas-SP realiza a oficina de formação e difusão do Slam, uma nova modalidade de batalha de poesias, baseada no Poetry Slam, movimento surgido nos Estados Unidos. O encontro, na Biblioteca Viva Cata Preta, terá participação de Vic Sales e Luz Ribeiro, e oferece 20 vagas para cada uma das turmas, às 10h, turma 1 e às 14h, turma 2. O público-alvo são adolescentes e jovens a partir de 14 anos. Também podem participar educadores e profissionais que atuam na área da educação na região de Sacadura Cabral e Cata Preta.  Endereço é Estrada da Cata Preta, 810, Vila João Ramalho. Grátis.

Ainda no sábado, às 17h, o CEU das Artes do Jardim Marek realiza o Arraial entre Amigos, que reunirá as comunidades das igrejas da região. O endereço é Rua Eng. Alfred Heitzmann Junior, s/n.

Exposições – No Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa está em cartaz a exposição ‘Estrada de Ferro, Caminhos da Memória’, com gravuras e fotografias que têm como tema a histórica vila de Paranapiacaba. A mostra é composta por obras do acervo de gravuras da Casa do Olhar Luiz Sacilotto e fotografias do arquiteto Ricardo Leite. Visitas até 28 de julho.

No espaço, segue em cartaz ‘Espaços Simbólicos da Cidade’, com fotografias da cidade. A mostra é resultado da parceria com a página do “Facebook Santo André, Ontem e Hoje”, seus colaboradores, além da comunidade andreense que selecionou imagens através de uma curadoria coletiva.

O museu abriga ainda outras exposições como ‘Dá para imaginar? Se as coisas não tivessem evoluído’, com objetos de uso cotidiano e do trabalho que as novas gerações não conheceram, como a vitrola e a máquina de escrever. Visitas de segunda a sexta-feira das 8h30 às 16h30, e sábados das 9h às 14h30. O endereço é Rua Senador Fláquer, 470, Centro. Grátis.

No Salão de Salão de Exposições do Paço Municipal o público pode conferir, até o dia 29 de junho, o 46º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto. O evento reúne trabalhos das artes plásticas contemporâneas e neste ano conta com 148 obras, de 71 artistas, selecionados pelo júri. As visitas gratuitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. Indicação: 18 anos. O endereço é Praça IV Centenário, s/n, Centro. Grátis.

E a exposição ‘Enock Sacramento e José Armando Pereira: Trajetórias – 50 anos do Salão de Arte Contemporânea de Santo André’ chega ao final nesta semana. A mostra, que integra o 46º Salão homenageia os críticos de arte Enock Sacramento e José Armando Pereira, que foram jurados do 1º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, em 1968. Ela reúne obras de seus acervos que remetem aos 50 anos do salão e da arte contemporânea brasileira. Visitas nesta quinta e sexta-feira, das 10h às 17h, e sábado, das 10h às 15h. Grátis. O endereço é Rua Campos Sales, 414, Centro.

E no Espaço Permanente do Acervo de Arte Contemporânea de Santo André - Pinacoteca, na Sabina, está em cartaz ‘O Artista e Sua Mão: Criando na Arte Contemporânea’, a nova exposição do acervo artístico da cidade. A mostra apresenta obras com comentários sobre o processo de criação como uma forma de estimular o público a perceber a proximidade com a arte e assim como com o fazer do artista. O endereço é rua Juquiá, s/n, Vila Eldízia. Ingressos de R$ 10 a R$ 40.

Outras atividades – O Museu de Santo André recebe nesta quinta-feira, às 19h, o professor Claudio Pereira Noronha, para uma roda de conversa sobre religião e periferia no ABC. A atividade será baseada na tese de doutorado que discute as redes socioreligiosas na região, em especial no município de Rio Grande da Serra. Indicação: 16 anos.

Na sexta-feira (22), às 19h, o jornalista Marcelo Mendez lança seu terceiro livro reportagem, ‘Baile dos Corações em Fúria’, que trata da cena musical da região a partir de matérias publicadas no jornal ABCD Maior. A atividade será na Casa da Palavra Mário Quintana, que recebe no sábado, às 15h, a Escola do Doutores da Alegria, para a apresentação do espetáculo ‘O Que Dizer de Tudo Isso? Ou...’. Indicação: 10 anos. A casa fica na Praça do Carmo, 171, Centro.

Ainda no sábado, às 14h, a Biblioteca Vila Floresta realiza a Roda de Leituras e Cantorias junino, que terá como tema, Arraiá da Rê. O endereço é Rua Parintins, 344. Atividades gratuitas.

Lazer – O Projeto Domingo no Paço oferece série de atividades de lazer no estacionamento do Paço Municipal, das 10h às 16h. Entre as atrações, um posto de troca de figurinhas do álbum da Copa 2018. Para quem curte andar de bicicleta, uma boa opção é a ciclofaixa de lazer, também no domingo, das 7h30 às 13h30. O roteiro tem cerca de 4 km pelo Centro da cidade, passando pelo Paço Municipal.

Outras opções são a Ludoteca do Parque Prefeito Celso Daniel, que funciona de terça-feira a domingo das 9h às 12h, e das 13h às 16h30. O parque está localizado na Avenida Dom Pedro II, 940, no bairro Jardim. Grátis; e no Parque Chácara Pignatari é possível visitar a Brinquedoteca, aberta de terça-feira a domingo, das 9h às 16h30. O endereço é Avenida Utinga, 136, Vila Metalúrgica. Grátis.

A agenda cultural da cidade é uma realização da Secretaria de Cultura da Prefeitura de Santo André. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 4433-0652, ou no site: culturaz.santoandre.sp.gov.br.


terça-feira, 19 de junho de 2018

Péricles: um andreense na Mangueira

A Estação Primeira de Mangueira anunciou que Péricles continuará como um dos intérpretes da Mangueira no carnaval 2019. O cantor fez sua estreia na avenida como puxador da verde e rosa no carnaval deste ano. “Estou muito feliz e lisonjeado por estar novamente como um dos intérpretes oficiais da minha querida e amada escola de samba Mangueira”, comemorou.

Péricles, Nelson Sargento e Chiquinho da Mangueira.
O cantor se reuniu com o presidente da agremiação, Chiquinho da Mangueira, e em 2019 ele estará ao lado de Marquinhos Art´Samba na condução do samba-enredo da escola.

Na última sexta-feira (15), Péricles divulgou em todas as plataformas digitais o novo single “Até Que Durou”. Composta por Marquinhos de Moraes e Brunno Gabryel, “Até Que Durou” foi lançada inicialmente em todas as rádios do Brasil no dia 24 de abril e, agora, chega ao digital (https://onerpm.lnk.to/Pericles).

O clipe da versão ao vivo também está disponível no canal do YouTube do cantor. Gravado em Itanhaém, litoral de São Paulo, durante o aniversário de 486 anos e a 14ª Festa do Peão da cidade, o vídeo contempla o talento do artista que é considerado por muitos o ‘Rei da Voz’. Confira o resultado: https://www.youtube.com/watch?v=T3Y6RRSDm4o&feature=youtu.be


segunda-feira, 18 de junho de 2018

Doação de sangue: um exercício de humanidade

Da Redação

No inverno os estoques de sangue ficam ainda mais baixos, o que pode comprometer a vida dos pacientes. A enfermeira da Estratégia de Saúde da Família e Conselheira Estadual do Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo (Coren-SP), Janiquele Ferreira, explica que “quando o estoque de sangue não é suficiente, uma cirurgia programada pode ser cancelada e, nos casos de emergência, o hospital precisa solicitar a mobilização de parentes e amigos para buscar doadores”.
Durante o inverno os estoques ficam mais baixos | Foto: Andre Sousa Borges/Agencia Brasilia
Muitas pessoas têm medo de doar sangue e Janiquele destaca que isso ocorre por falta de informação. “É importante saber que, além dos pré-requisitos que são divulgados, antes de fazer a doação todas as pessoas passam por uma triagem com a equipe médica e de enfermagem e alguns testes são realizados. Só poderá ser doador aquele que estiver apto fisicamente”. Além disso, a doação de sangue é um processo totalmente seguro e não traz risco ao doador.

Ela ressalta que “todos precisam compreender a importância da doação. Além de uma atitude solidária que salva vidas é também um exercício de cidadania e humanidade”.

Para aumentar os estoques, as pessoas precisam pensar no coletivo, defende Janiquele, para em seguida concluir: “O momento que vivemos mostra claramente o resultado do individualismo, que entre outras coisas, trouxe como consequência uma crise política nacional. Precisamos olhar o outro, compreender suas necessidades e estar pronto a agir de forma cooperativa”.

Requisitos para ser um doador:

Ter idade mínima de 16 anos e máxima de 69 anos
Pesar no mínimo 50 quilos
Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas
Não ingerir bebidas alcoólicas nas 24 horas que antecedem a doação
Estar bem de saúde, sem gripe, resfriado ou febre há, no mínimo, 7 dias
Não estar em período de gravidez ou amamentação
Não ter feito tatuagem ou piercing nos últimos 6 meses (piercing na boca ou na genitália impedem definitivamente a doação)
Não ter feito uso de drogas injetáveis
Não ter visitado regiões onde há surto de febre amarela nas últimas quatro semanas.
Não ter tido relação sexual em que tivesse risco de doenças sexualmente transmissíveis nos últimos 12 meses



Prefeitura realiza mutirões para zerar fila de espera por exames laboratoriais

Da Redação

A Prefeitura de Santo André pretende zerar, até o fim do mês, a fila de espera por exames laboratoriais na cidade. O resultado será possível por meio de três mutirões do programa Saúde Fila Zero, que realizarão cerca de 90 mil exames, que beneficiarão 18 mil pessoas. O primeiro mutirão ocorreu no último sábado (16), em 17 unidades de saúde do município.

Meta é realizar 90 mil exames | Foto: Ricardo Trida/PSA
“Estamos continuando os mutirões do Saúde Fila Zero hoje e nos próximos dois sábados nós vamos zerar as filas de exames laboratoriais e alguns exames de imagem. Queremos neste ano zerar todas as filas. Além disso, com o Programa Qualisaúde, entregamos a UPA Bangu e teremos mais dez equipamentos pra gente construir uma saúde com mais qualidade na cidade de Santo André”, afirma o prefeito Paulo Serra.

Os próximos mutirões ocorrerão nos dois últimos sábados do mês, dias 26 e 30 de junho. “É importante destacar que além deste mutirão para zerar os exames de análises clínicas, nós estamos atendendo os exames de imagem, tomografia já estamos zerados, já está sem espera, ultrassom de próstata também estará zerada este mês e na próxima semana vamos inaugurar o novo Centro de Diagnóstico no Centro Hospitalar Municipal, que também irá abrir uma agenda expressiva para exames de imagem”, destaca o secretário de Saúde, Marcio Chaves.

Criado pela atual administração no ano passado, o Saúde Fila Zero tem reduzido o tempo de espera para consultas e exames na cidade. Um exemplo é a redução em 45% o tempo de fila de espera por ultrassom. Tiveram a fila zerada exames como: curva glicêmica em gestantes, gasometria arterial, espermograma, tomografia, densitometria, mamografia e audiometria.



O vulcão social

Por Gaudêncio Torquato*

Os geofísicos ensinam que a fusão de rochas com materiais voláteis, quando submetidas a uma temperatura que pode chegar aos 1500º C, resulta em magma, substância existente no interior da terra em uma profundidade entre 15 a 1500 kms. Nas últimas semanas, nossos olhos contemplaram essa massa avermelhada saindo de um vulcão na Guatemala, na América Central, correndo por encostas, cobrindo cidades de fogo e cinzas, devastando paisagens e deixando um grande saldo de mortos e desaparecidos.

A imagem da erupção vulcânica nos remete a uma leve sensação de conforto pelo fato de o Brasil não ter vulcões em atividade, o que não significa que estamos imunes às desgraças com origem noutros fatores. Nossa cultura política, por exemplo, é fonte de desvios e curvas que acabam tirando o país de seu rumo civilizatório. Nem bem saímos da pior recessão da história, sob acolhedora sombra de reformas que prometiam recolocar o trem nos trilhos e resgatar a credibilidade do país, eis que o pessimismo volta a abater o ânimo nacional.

Apesar do alerta do ex-presidente Fernando Henrique (em seus tempos de mando) de que “não podemos cair no catastrofismo”, o futuro é nebuloso e tão cheio de interrogações que não há como escapar à ideia de magmas em formação subindo à superfície do nosso território para explodir na erupção de um vulcão social, caso se eleja no pleito deste ano um perfil de extrema direita ou um de extrema esquerda. A sugestão do próprio FHC de se arrumar consenso em torno de Marina Silva (Rede Sustentabilidade) não resiste à evidente inferência de que essa figura pacata e moderada não reúne condições para enfrentar a real politik. Seria tragada por intermitente tufão político.

Voltemos aos extremos. O espírito beligerante de Jair Bolsonaro, caso o capitão seja eleito, levaria o país para uma posição de continuados conflitos. Estabeleceria, de imediato, a disputa de “cabo-de-guerra” entre militantes, multiplicando arengas e querelas, expandindo posições radicais, e envolvendo classes sociais, levadas a tomar partido diante de confrontos nas ruas e nas casas congressuais. A ingovernabilidade ganharia corpo. O clima social ficaria sob a ameaça de um rastilho de pólvora. Que os bolsonarianos gostariam de jogar aos montes para acender o pavio. O vulcão entraria em erupção diante de gestos tresloucados do governante.

Do outro lado, eventual perfil representando a extrema esquerda e correntes de esquerda reforçaria o refrão do apartheid social, “nós e eles”, que o PT continua a brandir em vídeos, mensagens pelas redes, expressões de seus porta-vozes – Lula, Gleisi, Lindberg Faria, entre os principais. Para montar firme na sela do cavalo, o eleito não deixaria brechas: encheria os tanques da máquina governamental com radicais e enfiaria o Estado na estrutura partidária. Todos os cantinhos seriam ocupados. Projeto de poder de 20 anos, com juros e correção monetária cobrados do impeachment de Dilma. Em suma, teríamos amarração da sociedade ao Estado forte.

O País está dividido. E a hipótese de harmonia social não passa de lorota quando expressa por figuras das extremidades do arco ideológico. O que se vê na farta linguagem de militantes nas redes sociais é a destilação de ódio, infâmias, acusações pesadas, falsidades e enaltecimento às ditaduras. O Brasil volta a sofrer a síndrome de Sísifo, o condenado pelos deuses a depositar a pedra no cume da montanha, tarefa que tenta executar por toda a eternidade.

*Gaudêncio Torquato é jornalista, professor titular da USP, consultor político e de comunicação. Twitter: @gaudtorquato



Lançado há 45 anos, Maverick tem 7.384 exemplares no Estado de São Paulo

Da Redação

Em 19 de junho de 1973, o motorista brasileiro conheceu um carro de capô longo e traseira curta que, 45 anos depois, é um ícone entre os esportivos nacionais: o Ford Maverick.

Publicidade produzida pela Ford para promover o veículo,
 na década de 1970 | Foto: Divulgação
No sistema do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP), constam 7.384 exemplares do modelo registrados no Estado. Destes, 486 têm a cobiçada placa preta, para colecionadores — para isso, é preciso ainda manter boa parte das características originais.

AS 10 CIDADES COM MAIS REGISTROS
1
São Paulo
           2.667
2
Campinas
               322
3
São Bernardo do Campo
               157
4
Santo André
               146
5
Ribeirão Preto
               140
6
São José dos Campos
               111
7
Guarulhos
               104
8
Jundiaí
                 96
9
Piracicaba
                 95
10
Sorocaba
                 94

De início, o carro — lançado pela Ford para concorrer com o Opala, da General Motors — veio em três versões, todas duas-portas — em novembro do mesmo ano, surgiu o modelo quatro-portas. 

Mais em conta delas, a Super custava Cr$ 27.284,00 (cerca de R$ 25 mil, em valores atualizados pelo IPC-Fipe). A Super Luxo, com mais cromados e pneu sem câmara, saía por Cr$ 30,558,00 (aproximadamente R$ 28 mil pelo IPC-Fipe). E a GT, top de linha, que trazia faixas adesivas e um potente motor V8 por Cr$ 39.398,00 (cerca de R$ 36 mil).

Apesar de bem recebido, o Maverick também teve críticas: alto consumo de combustível e pouco espaço no banco traseiro.   

Em 1974, foi lançada inicialmente para competições automobilísticas a versão Quadrijet (nome emprestado de seu novo carburador), que tinha um motor ainda mais potente. Pouco depois, ela também chegou às lojas.

A montadora encerrou a produção do Maverick no Brasil em 1979. No total, foram produzidas 108.106 unidades.

Hoje, o carro atrai admiradores e colecionadores. Em sites especializados, é possível encontrar unidades à venda por valores que ultrapassam R$ 100 mil.

Em tempo, uma curiosidade: o nome Maverick deve voltar às ruas, mas como um utilitário. A nova aposta da Ford ainda não tem data para lançamento.


sexta-feira, 15 de junho de 2018

Instalada a Frente Parlamentar Gaúcha Pró Jornais e Mídias Impressas

Da Redação

A deputada estadual Silvana Covatti oficializou a instalação da Frente Parlamentar Gaúcha Pró Jornais e Mídias Impressas, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O objetivo é acompanhar a tramitação de propostas legislativas e ações de interesse da categoria, entre eles a manutenção da transparência e credibilidade das publicações oficiais, colaborativas e informativas.

Deputada Silva oficializou a ação | Foto: Reprodução
De acordo com Silvana, os jornais impressos e a televisão são os meios que têm mais credibilidade junto à população. O próprio Ibope aponta que apesar dos brasileiros passarem em média cinco horas na frente do computador, a internet é o meio menos confiável na busca de informações.

A Associação dos Jornais do Interior do Rio Grande do Sul (Adjori), destaca que esta iniciativa é necessária para esclarecer à sociedade e lideranças da importância do papel que os veículos de comunicação impresso desempenham, especialmente no interior do Estado, onde a cobertura dos grandes veículos da imprensa não chegam. São os jornais locais que desenvolvem campanhas sócio-educativas, registram a história, dão espaço para se valorizar as conquistas da comunidade.

De acordo com o presidente da ADI, entidade que representa os jornais diários do interior do Rio Grande do Sul e que juntamente com a Adjori enaltece a iniciativa da criação da frente parlamentar, o jornalista Eládio Vieria da Cunha, a iniciativa de criação da frente parlamentar é um excelente caminho para o debate e a análise do futuro dos jornais, sua importância nas comunidades regionais e a indispensável credibilidade  das fontes de informação, onde os jornais impressos são imbatíveis e sempre reconhecidos.

Lançamento

Nos próximos dias, data a ser definida, será marcado um evento na Assembleia Legislativa para o lançamento oficial da Frente Parlamentar Gaúcha Pró Jornais e Mídias Impressas.


Bancos funcionam em horário especial em dias de jogos do Brasil

Da Redação

As instituições bancárias funcionarão em horários diferenciados nos dias de jogos da seleção brasileira durante a Copa do Mundo da Rússia. O Banco Central determinou que os bancos tenham expediente de, no mínimo, quatro horas nestes dias.

Portanto, para a atender a determinação, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) divulgou os horários que deverão ser seguidos pelas instituições.

Foto: Reprodução
Na próxima sexta-feira (22), data em que o Brasil enfrenta a Costa Rica às 9h, as agências deverão funcionar das 13h às 17h.

No dia do confronto entre Sérvia e Brasil, dia 27, a seleção entra em campo às 15h. Nesta data as agências devem atender entre 9h e 13h.

Caso o Brasil avance e jogue nestes mesmo horários, a programação será a mesma. Caso as partidas sejam marcada para às 11h, as agências funcionarão das 8h30 às 10h30 e das 14h ás 16h.

As agências também ficam obrigadas a fixar avisos sobre os horários excepcionais com, no mínimo, 48 horas de antecedência.


PM do ABC tem novo comandante

Da Redação

A Polícia Militar (PM) do ABC está com novo comandante. No último dia 7, ocorreu a solenidade que oficializou a troca no Comando de Policiamento Metropolitano de Área 6 (CPA/M-6), que agora é conduzido pelo coronel Ronaldo Gonçalves Faro. O CPA/M-6 é responsável pelo policiamento nas sete cidades do ABC. O ato contou com a presença de diversas autoridades civis e militares.

Coronel Ronaldo Gonçalves Faro comanda um efetivo
 com cerca de 3,5 mil homens no ABC | Foto: Caio Arruda/PMM
Faro substitui o coronel Paulo Henrique Fontoura Faria, que ocupou o cargo por pouco mais de um ano.

O novo comandante tem como responsabilidade dar apoio à atuação dos tenentes-coronéis, para que a PM possa garantir a segurança dos cerca de 2,7 milhões de habitantes do ABC. Sob seu comando estão aproximadamente 3,5 mil policiais.

Operação Servir e Proteger

Uma das primeiras ações de Faro na região ocorre durante o dia de hoje (15). A PM lançou, na capital e região metropolitana, a Operação Servir e Proteger, com o objetivo de reduzir diversos delitos, como roubos de carga, de veículos, entre outros. A operação aposta na presença ostensiva dos policiais para aumentar a segurança da população e inibir a prática de crimes.

Também faz parte da operação a implantação de pontos de referência, isto é, locais estrategicamente escolhidos em que viaturas e bases móveis ficam postadas.


Santo André será sede dos Jogos Regionais de 2018

Da Redação

Após receber algumas modalidades dos Jogos Abertos do Interior no ano passado, Santo André será agora sede única da 62ª edição dos Jogos Regionais, que acontecem de 4 a 13 de julho. O convênio que oficializa a cidade como anfitriã da competição foi assinado nesta quinta-feira (14) pelo prefeito Paulo Serra e o secretário de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo, Cacá Camargo, no Palácio dos Bandeirantes.

Convênio com o a Secretaria de Esportes foi assinado ontem (14) | Foto: Ricardo Trida/PSA
“Assinamos esse convênio e receberemos este importante evento esportivo. O custo para a realização será de R$ 500 mil e virá da parceria entre estado e município. Assim vamos resgatando a tradição do esporte de Santo André, fortalecendo a base e melhorando o desenvolvimento da cidade”, comenta o prefeito Paulo Serra.

O mascote do evento foi batizado de Penacho, referência ao gavião-de-penacho, animal que faz parte da fauna da região de Paranapiacaba. A abertura dos Jogos Regionais acontece em 4 de julho, às 19h, no Ginásio Pedro Dell'Antonia e terá a ilustre presença do campeão mundial de skate e andreense Sandro Dias, o "Mineirinho".
Mascote foi batizado de Penacho | Arte: Divulgação

A disputa entre cidades terá 22 modalidades e será realizada nos diferentes equipamentos esportivos da cidade. Todas as partidas terão entrada gratuita. No próximo dia 25 de junho, às 15h, haverá o congresso técnico geral dos Jogos, quando será confirmado o número exato de cidades participantes e demais detalhes. A expectativa é de que cinco mil atletas passem por Santo André e fiquem hospedados nas mais de 20 escolas disponíveis para alojamento. 

Exposição de fotos 

Para já entrar no clima dos Jogos Regionais em Santo André, os munícipes podem ajudar a contar a história do esporte na cidade. Para isso, será montada a exposição “Mostra Esportiva Andreense – Uma história a ser contada”. A exposição contará com fotos e objetos relacionados ao grande histórico do esporte andreense.

A população poderá enviar fotos, reportagens, vídeos, ou contar uma história envolvendo as equipes da cidade, os equipamentos esportivos ou campeonatos realizados na região. Basta enviar o material para o e-mail esahistoria2018@gmail.com, de 18 a 24 de junho. A ação conta com o apoio do Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa e da Pirelli. A exposição será montada em uma sala especial do Ginásio Pedro Dell'Antonia.



São Bernardo do Campo oferece 752 vagas com salários de até R$ 9.611

Da Redação

Estão abertas até 26 de junho, uma terça-feira, as inscrições para quatro concursos do Município de São Bernardo do Campo, com 752 vagas em 37 cargos de níveis médio e superior. Os salários variam de R$ 1.722 a R$ 9.611. O maior salário é oferecido para procurador, carreira com 9 oportunidades.

As inscrições devem ser feitas no site da Fundação Vunesp, responsável pelas seleções. O endereço é www.vunesp.com.br. A taxa de inscrição é de R$ 56,50 para carreiras de ensino médio e de R$ 82,20 para as carreiras de nível superior.

As opções com mais oportunidades são as 300 vagas para professor de educação básica, 100 para oficial administrativo, 100 para guarda civil municipal, 50 para diretor escolar, 35 para coordenador pedagógico e 32 para fiscal.

A aplicação da prova está prevista para 26 de agosto, um domingo, em São Bernardo do Campo. O município, com 827 mil habitantes e localizado na Grande São Paulo, é o quarto mais populoso do Estado.


quinta-feira, 14 de junho de 2018

Ribeirão Pires abre inscrições para Oficina de Cordel

Da Redação

Estão abertas as inscrições para a Oficina de Literatura de Cordel que será oferecida pela Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio do Núcleo de Cultura Popular da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no Centro Cultural da cidade (de seg. a sex., das 8h às 17h - Rua Yutaka Ishihara, 220 – Centro). As vagas são limitadas.

As aulas gratuitas são destinadas para moradores com idade a partir de 15 anos. A oficina será realizada no Centro Cultural e ministrada pelo Orientador de Artes Cênicas, Assis Coimbra. Serão oferecidas aulas teóricas e práticas, onde serão abordados o padrão, a história, a matriz poética e ainda haverá confecção de instrumentos de cordel, movimento literário nordestino de maior relevância na cultura popular.

Para transformar os participantes em verdadeiros cordelistas, no encerramento da oficina será produzido um cordel coletivo, intitulado “Um Cordel em Auto de Natal”. Os participantes também receberão certificado de conclusão da oficina. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4825-1781.

Serviço – Inscrições para Oficina de Literatura de Cordel:
Data: Até o preenchimento das vagas
Local:  Centro Cultural (Rua Yutaka Ishihara, 220 – Jardim Pastoril), das 8h às 17h
Vagas limitadas


Jogador natural do ABC presente na abertura da Copa

Por Vitor Lima

O ABC estava representado em campo, no jogo entre Rússia e Arábia Saudita, hoje (14) durante a abertura da Copa do Mundo. O número 2 russo, loiro e de pernas compridas, é natural de São Caetano do Sul. Mário Fernandes, 27 anos, naturalizou-se russo em 2017.

Mário Fernandes, natural de São Caetano,
é titular da seleção russa | Foto: Reprodução

Seus primeiros passos no futebol, aliás, foram dados na base do Azulão. Já aos 15 anos, Mário treinava em franquia das escolinhas de futebol do A.D. São Caetano, na Avenida Kennedy, onde hoje funciona o Centro Integrado de Saúde e Educação da Terceira Idade (CISE) João Castaldelli, em frente à Escola Estadual Professora Eda Montoanelli.

Logo após se profissionalizar, se transferiu para o Grêmio. Por lá se firmou na lateral direita e se destacou no cenário nacional – foi escolhido o melhor lateral direito do Brasileirão de 2011.

Seus primeiros passos no futebol
foram dados no A.D. São Caetano
Foto: Reprodução
As boas atuações resultaram em uma convocação para a seleção brasileira, também em 2011, na época que a seleção canarinho era comandada pelo técnico Mano Menezes. Inexplicavelmente, Marinho, como era chamado por seus colegas de São Caetano, não se apresentou. Não se preocupou nem em dar explicações. A atitude pegou muito mal e Mano nunca mais o convocou, apesar das boas atuações.

Em 2012 se transferiu para o CSKA Moscou, onde joga até hoje. Por lá, Mário acumula taças e tem uma carreira consolidada. Ao que parece, Mário não nutre nenhum arrependimento por ter rejeitado a amarelinha.

Família boa de bola

Seu irmão mais novo, Jô Fernandes, também se aventurou pelo mundo da bola. Se profissionalizou pelo Corinthians, após ter feito uma boa Copa São Paulo. Porém, problemas disciplinares impediram que Jô tivesse espaço no time paulista.

Jô chegou a largar o futebol profissional, mas após convite de dirigentes do São Caetano voltou aos campos. Fez boas atuações e parecia ter um futuro promissor pela frente. Contudo, problemas físicos minaram sua carreira e o centroavante anunciou, neste ano, a aposentadoria definitiva dos gramados, precocemente, aos 26 anos de idade.



quarta-feira, 13 de junho de 2018

Prefeitos de Mauá e Mongaguá são denunciados por lavagem de dinheiro

Da Redação

Na última terça-feira (12), o Ministério Público Federal (MPF) denunciou os prefeitos das cidades de Mauá, Átila César Monteiro Jacomussi, e Mongaguá, Arthur Parada Procida, ambos municípios do estado de São Paulo, pelo crime de lavagem de dinheiro. Também foi denunciado o secretário de Governo e Transporte de Mauá, João Eduardo Gaspar. Os três foram presos em flagrante delito ocultando grande quantidade de dinheiro em espécie em suas residências, durante a deflagração da operação Prato Feito, que investiga fraudes em processos licitatórios para aquisição de merenda e material escolar em diversas cidades paulistas.

Atila foi pego com R$ 87 mil em espécie em sua casa | Foto: Roberto Mourão
As interceptações telefônicas realizadas no curso da investigação da operação Prato Feito permitiram identificar vários núcleos empresariais atuando paralelamente para fraudar procedimentos licitatórios e gerar contratos superfaturados e, assim, desviar recursos públicos.

Há fortes indícios da participação de agentes públicos nessas fraudes e no crime de corrupção, sendo que ora alguns prefeitos mantinham contato direto com os suspeitos, ora servidores o faziam sob orientação desses chefes do executivo municipal. A contrapartida de muitas dessas condutas ilícitas é o pagamento de vantagens indevidas, incluindo financiamento de campanha eleitoral.

Mauá

Jacomussi, prefeito de Mauá, foi preso com R$ 87 mil reais em espécie escondidos em um depósito camuflado dentro dos armários de cozinha de sua residência. Seu secretário, Gaspar, também foi flagrado com R$ 588.417, EUR 2.985 e US$ 1.300. O MPF na 3ª Região (PRR3) aponta que o dinheiro era proveniente dos crimes de corrupção, fraude em licitações e associação criminosa, investigados no inquérito n.º 0005343.43.2017.4.03.6181, ainda em andamento.

As investigações apontam que Carlos Zeli Carvalho, proprietário da empresa Reverson Ferraz da Silva – ME, teria repassado recursos a Gaspar, que agia como representante do prefeito. A empresa de Carvalho firmou, em 2017, contrato com a Prefeitura de Mauá para fornecimento de uniforme escolar, no valor de R$ 8.340.000.

Mongaguá

Procida, o prefeito de Mongaguá, também foi preso com dinheiro escondido dentro de guarda-roupas em sua residência. Com o prefeito, foram apreendidas, em espécie, as quantias de R$ 4.613.610 e US$ 217.000. Ele chegou a justificar os valores afirmando que se referiam a aluguéis recebidos, mas depois mudou a versão, dizendo que eram sobras de campanha eleitoral.

Segundo apontam as investigações no inquérito n.º 0005343.43.2017.4.03.6181, o mesmo empresário que repassou dinheiro para o prefeito de Mauá também transferiu valores para Procida. Em 2017, as empresas UNIMESC Indústria e Comércio LTDA e ACOLARI Indústria e Comércio de Vestuário Ltda, representadas por Carvalho, mantiveram contratos com a prefeitura em valores acima de R$ 25 milhões.

As denúncias do MPF na 3ª Região, feitas ao Tribunal Regional Federal (TRF3), referem-se apenas ao crime de lavagem, uma vez que os denunciados foram presos em flagrante delito ocultando grande quantia em dinheiro proveniente de infrações penais. Já os crimes de fraude em licitações e corrupção, estão sendo apurados em inquéritos policiais com diligências ainda em andamento.



Dom Paulo Evaristo Arns se torna nome de parque em São Paulo

Da Redação

O complexo cultural, recreativo e esportivo, conhecido como Parque da Juventude, localizado na zona norte de São Paulo, agora passa a se chamar "Parque da Juventude Dom Paulo Evaristo Arns”. A denominação do equipamento público se tornou viável após iniciativa do deputado Luiz Fernando (PT), que idealizou Projeto de Lei em homenagem ao arcebispo falecido em 14 de dezembro de 2016. A Lei 16.761 foi sancionada pelo governador Márcio França, na última sexta-feira (8).

“Trata-se de um homem muito à frente de sua época, que revolucionou a igreja com suas ações, priorizando a periferia pobre e lutando pelos direitos humanos. Com muita coragem, denunciou  as arbitrariedades, torturas, mortes e desaparecimentos daqueles que se posicionavam contra o regime militar. Portanto, é uma homenagem emblemática colocar o nome do Cardeal Arns em um local que foi palco de uma afronta aos direitos humanos,  o famigerado “massacre do Carandiru”, diz Luiz Fernando.

Espaço na zona norte passa a se chamar
Parque da Juventude Dom Paulo Evaristo Arns | Foto: Divulgação
O Parque da Juventude substituiu o Complexo Penitenciário Carandiru por uma área de lazer e entretenimento ao ar livre. O presídio, inaugurado em 1956, durante 46 anos foi o maior da América Latina e chegou a alojar mais de oito mil presos. O equipamento também foi cenário do famoso massacre de 111 presos durante uma rebelião em 1992, fato marcante que levou à desativação do presídio, parcialmente demolido em 2002.

Em 2007 foi concluído o projeto arquitetônico do parque, que contemplou as três grandes áreas hoje existentes: esportiva, central e institucional. O equipamento possui ampla área verde, instalações para práticas de esporte, áreas de lazer e entretenimento para pessoas de todas as idades, espaço canino e grande área aberta para a realização de shows e eventos.

Além disso, foram mantidos grandes referenciais históricos da época em que o espaço abrigou o Complexo Carandiru, como muralhas e ruínas de celas do presídio; e a oficina de trabalhos manuais transformada no ginásio do parque e que abriga hoje uma academia. Além disso, os pavilhões 4 e 7 foram transformados em duas grandes Escolas Técnicas (ETECs).

Biografia 

Dom Paulo Evaristo Arns é natural de Forquilhinha (SC) e foi nomeado arcebispo de São Paulo em outubro de 1970, aos 49 anos. Sua história é marcada pela luta contra a ditadura militar, nas décadas de 60 e 70, e pela defesa dos direitos humanos. Com formação em filosofia e teologia, escreveu 56 livros, entre os quais “Brasil: Nunca Mais”, um projeto conduzido de forma clandestina entre os anos de 1979 e 1985, desenvolvido pelo Conselho Mundial de Igrejas e pela Arquidiocese de São Paulo, que retrata as torturas e outras graves violações aos direitos humanos durante a ditadura militar brasileira.

Trajetória de Dom Paulo foi marcada por luta contra a ditadura | Foto: Divulgação 
Entre outros episódios de sua trajetória, destacam-se sua atuação contra a invasão da Pontifícia Universidade Católica (PUC), comandada pelo então secretário de Segurança Pública de São Paulo, coronel Erasmo Dias, em 1977, e o planejamento da operação para entregar ao presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, uma lista com os nomes de desaparecidos políticos.

Em março de 1973, presidiu a Celebração da Esperança, em memória do estudante Alexandre Vannucchi Leme, morto pela ditadura. No ano seguinte, acompanhado de familiares de presos políticos, apresentou ao general Golbery do Couto e Silva um dossiê relatando os casos de 22 desaparecidos.

Em outubro de 1975, celebrou na Catedral da Sé o histórico culto ecumênico em homenagem ao jornalista Vladimir Herzog, morto pelo regime militar. Anos depois defendeu o voto popular na campanha “Diretas, Já”.


Colégio Singular e OAB Santo André lançam campanha de inverno para animais abandonados

Da Redação

Assim como os seres humanos, os animais também reagem às mudanças de temperatura, principalmente agora no inverno. Por isso, a ESPA – Equipe Singulariana de Proteção aos Animais e a OAB-SP/ Seccional Santo André lançarão hoje (13) às 19 horas, a "Cãopanha de Inverno", na sede da instituição jurídica (avenida Portugal, 233, Centro).

Para marcar o lançamento da ação, o advogado Cristiano De Souza Oliveira, ministrará a palestra Animais em condomínio.

A campanha visa colaborar com os animais que não têm um lar e arrecadará cobertores, mantas, agasalhos, lonas, papelão, jornal e casinhas. As doações podem ser entregues diretamente na OAB Santo André ou em uma das unidades do Colégio Singular  ou do Cursinho, cujos endereços estão disponíveis no portal www.singular.com.br.

ESPA é um projeto educacional inserido na programação pedagógica do Singular que reforça junto aos estudantes a importância da guarda responsável, com abordagens diferenciadas de acordo com a faixa etária. O projeto também promove campanhas constantes de arrecadação de ração, arroz, vasilhas, casinhas, medicamentos, entre outros itens, encaminhados para protetores de animais cadastrados.


terça-feira, 12 de junho de 2018

A sombra do FMI

Por Eduardo Leite, vereador em Santo André

Imagine: você vai a um banco pedir empréstimo. Mas, para concedê-lo, o banco decide como você tem de utilizar o dinheiro. É assim que age o Fundo Monetário Internacional (FMI). Quando um país lhe pede socorro, é obrigado a implementar uma cartilha de privatizações e cortes.

Essa semana a Argentina pediu socorro de U$ 50 bilhões. Agora terá que aplicar um duro ajuste em sua economia. E a corda vai estourar para os mais pobres.

Foto: Divulgação 
Já o Brasil foi refém do FMI até 2005, quando o então presidente Lula quitou de vez a dívida e conquistou nossa soberania. Em 2009 e 2012, chegamos a emprestar dinheiro para o Fundo.

Agora, o fantasma do FMI parece rondar o Brasil novamente. Há uma forte corrente de intelectuais que defende que o nosso País siga os mesmos passos dos hermanos porque precisa "mais do que nunca" do órgão. Numa recessão como a atual, recorrer ao FMI seria uma asfixia certa!


Trem no ABC tem aumento de 7,5% nos passageiros

Da Redação

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) bateu recorde histórico de passageiros transportados no dia 8 de junho (sexta-feira). Foram registrados 3.096.035 usuários no sistema. O recorde anterior era de 28 de novembro de 2014, quando foram transportados 3.094.737 usuários.
Assim, a média dia útil de junho registrou um aumento de 6,3% em relação ao mesmo período de 2017.

Na linha 10 - Turquesa, que passa por boa parte do ABC, também houve aumento na média dia útil até 8 de junho: houve avanço de 356.645 passageiros por dia em 2017 para 372.289 em 2018.

Média Dia Útil por linha*
Linhas
Em junho de 2018
Em junho de 2017
Aumento
7-Rubi
454.200
431.672
6,8 %
8-Diamante
489.638
474.788
6 %
9-Esmeralda
597.238
582.305
5,2 %
10-Turquesa
372.289
356.645
7,5 %
11-Coral
734.600
704.155
5,4 %
12-Safira
266.145
252.811
6,1 %
13-Jade
7.048
-
-
CPTM
2.921.158
2.802.376
6,3%

*considerando até 8/06

Já a Linha 13-Jade (Engenheiro Goulart-Aeroporto-Guarulhos) começou a operar comercialmente (das 4h até meia-noite) com intervalo entre os trens de 30 minutos no dia 4 de junho e, na primeira semana, registrou circulação de 131 mil usuários. 


Nova reitoria anuncia ações para tentar superar crise na Fundação Santo André

Por Vitor Lima

O reitor da Fundação Santo André, Francisco Milreu, reuniu a imprensa na tarde de ontem (11) para tornar público as ações tomadas para solucionar a crise por qual a tradicional instituição passa, há anos. Os problemas seríssimos de ordem financeira ocasionaram atrasos de salários e influenciaram na qualidade do ensino prestado aos alunos.

A comunidade do ABC, que nutre extremo carinho pela instituição criada na década de 1960, acompanha aflita os desdobramentos dos acontecimentos na FSA, que estampam as páginas dos veículos de comunicação regionais dia após dia com manchetes negativas.

Milreu, que assumiu o cargo por indicação do prefeito Paulo Serra há pouco mais de dois meses, se esforça para entregar notícias positivas em relação ao futuro da instituição.

O centro universitário continua a registrar déficits financeiros mensais, mas de acordo com o pró-reitor de Administração e Planejamento, Vander Ferreira de Andrade, o rombo mensal da instituição já foi reduzido em 30% com algumas ações tomadas pela nova reitoria.

A diminuição nesse número se deu, principalmente, por conta nas mudanças no Regime de Tempo de Integral (RTP). Diversos profissionais da casa deixaram esse regime e passaram ao Regime de Tempo Parcial (RTP). A diminuição na carga horária, como não poderia deixar de ser, resultou em significativa diminuição na folha de pagamento.

Instituição passa por grave crise financeira | Foto: Arquivo
Desta forma, a instituição conseguiu honrar o pagamento dos colaboradores nos meses de abril e maio – os docentes estavam sem receber salários desde novembro. “Fizemos uma reformulação de todo o modelo, recompusemos as contas e trabalhamos com os fornecedores para fazer ajustes e conseguir o equilíbrio”, conta Milreu.

A reitoria esclarece que o pagamento dos atrasados será feito a partir do segundo semestre. Contudo, não há um cronograma definido. Haverá a analise caso a caso e, de acordo com os valores a receber dos profissionais, será definido um cronograma de pagamento escalonado.

Em relação a redução da carga horária, diversos profissionais não ficaram satisfeitos. Na visão de Milreu, as medidas tomadas são “fortes” e “amargas”, mas ele avalia que as “pessoas estão entendendo este processo”.

Os representantes da reitoria afirmam que somente em 2019 será possível estimar quando o déficit da instituição será zerado.

Para gerar receitas, mais investimentos 

Não apenas em redução de custos está baseado a atuação da nova reitoria. Para equacionar as finanças e provar a viabilidade financeira da instituição, a universidade apostará também em investimentos institucionais para atrair novos alunos.

Está programado para o segundo semestre a abertura de licitação com o objetivo de adquirir equipamentos para a modernização das salas de aula (colocação de projetores multimídia, telas, computadores e ampliação da rede wifi). Parcerias com instituições privadas também devem ser feitas, para a atualização dos laboratórios de informática.

Também foi anunciada o aumento de 5% para 20% de desconto nas mensalidades aos alunos veteranos que indicarem um amigo para estudar na FSA e descontos de até 30% nas mensalidades dos calouros.

A direção também prevê voltar a prestar serviços aos setores público, como a organização de concursos públicos, e privado. Como o CNPJ da Fundação Santo André não pode ser usado devido à pendências com a Receita Federal, uma das alternativas é o utilizar o CNPJ do Instituto de Apoio à Fundação Santo André.

Novos cursos 

Para a instituição se sair melhor na disputa com a “concorrência bastante agressiva”, como o próprio Milreu define, estão programadas a criação de novos cursos: Engenharia Química, de Energia e de Tecnologia. Também estão previstos novos cursos de pós-graduação com “valores acessíveis”.

Rodrigo Cutri, pró-reitor de Graduação, garantiu que não existe a possibilidade de cursos serem extintos, o que era uma preocupação latente entre os alunos da área de Humanas.

Instituição garante regularidade do reitor

Ainda na gestão da antiga reitoria, foi iniciado um levantamento da situação dos funcionários da FSA. Existe a suspeita de que alguns profissionais entraram na universidade sem passar por concurso público.

A comissão responsável pelo levantamento entregou na semana passada primeira parte do relatório, feito com base em pesquisas documentais. Esta primeira parte abrange 250 profissionais, entre ele o professor Milreu.

Ele estava no grupo de contratações em que foram detectadas inconsistências, mas voluntariamente já apresentou documentos que comprovam a regularidade da sua atuação na Fundação. “O professor Milreu prestou concurso público e está regularmente contratado e vinculado a Fundação”, assegura Vander Andrade.

Contudo, ao serem questionados se a instituição ou o próprio professor tornariam público os documentos que asseguram a legalidade da contratação do reitor, não houve resposta positiva aos profissionais da imprensa.

Os outros funcionários detectados no levantamento serão notificados até o fim desta semana e terão um mês para apresentar documentos para esclarecer o processo de contratação na Fundação. Caso não apresentem, os casos serão encaminhados ao setor jurídico da instituição.

A comissão responsável pelo levantamento tem mais dois meses para entregar a segunda parte da pesquisa sobre a situação do restante dos funcionários.